O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO? É CIÚME

Ei, psiu… você… é você mesmo. Hoje falo direto com você que está sofrendo com CIÚME.
Seja franco consigo mesmo, não é verdade que até agora você nunca tinha sequer se preocupado com os sentimentos da outra pessoa? O que será que aconteceu que te fez mudar tanto? Deixe-me adivinhar: será que é a primeira vez que você está realmente gostando de alguém e desejando namorar firme? Antes, você não levava ninguém a sério, procurava nas ruas e nos aplicativos de relacionamento marcar encontros para sexo casual sendo ‘direto’, era insensível, irresponsável, sem querer nem sair para jantar ou ir a um cinema. Outras vezes até aceitava ter um encontro para bater papo, porém com a cabeça em ‘como ir para a cama logo?’

Você era desses que não via a hora de terminar aquela conversa chata com a pessoa que não estava na mesma vibe e ‘voltar à caça’, conhecer outra pessoa no aplicativo para suprir sua carência sexual e cair fora? Até teve seus rolos, mas não com a pessoa que realmente queria ao seu lado, assim dava o mínimo de você neste relacionamento e achava o suficiente.

Eis que surgiu a pessoa certa e não teve como fugir. Sentiu que desta vez era diferente, que queria namorar sério, fez planos, até pensou em se casar um dia (que loucura!! Logo você que disse que nunca iria se casar, basta o que seus pais passaram e o quanto sofreu de ver seus pais brigarem tanto e se divorciarem quando você era apenas uma criança).

O que aconteceu foi que você viu alguma coisa especial nele(a) que despertou a sua confiança e admiração, como nunca havia ocorrido antes. E isso gerou o seu medo de perdê-lo(a). Este medo crescente foi se tornando uma insegurança profunda, um sentimento de posse, o mais puro e genuíno CIÚME.

O pânico de ser abandonado, trocado, te levou a ficar paranóico a ponto de desconfiar de tudo e querer ficar vigiando e controlando os passos da outra pessoa, sufocando seu amado(a) como fez Bentinho com Capitu, como se essa atitude pudesse impedir uma traição, implicando com:

– a roupa super produzida ou provocante dele(a);
– o jeito de olhar;
– o acesso dele(a) ao whatsapp e/ou facebook;
– a demora em responder suas mensagens ou ligações;
– a visita aos amigos e/ou familiares;
– o programa dele(a) com os amigos;
– lugares ou por frequentar a academia e outros…

 

Mas a única coisa que você vai conseguir é sufocar tanto a outra pessoa que chegará a um ponto que ficará tão insuportável que ela vai te deixar. Aí realmente você vai perdê-la. Esta pessoa vai se queixar que você não confia nela, enquanto na verdade você não confia é em si mesmo. Você está com a sua autoestima baixa e falta amor próprio. Subestima suas qualidades e a capacidade de ser merecedor de ser amado e feliz.

Não seja essa pessoa.

O que posso dizer neste artigo, resumidamente, é que você só vai sentir  ciúme se for inseguro e estiver gostando de verdade de alguém.
Por isso, se estiver com muito medo de perder essa pessoa, se estiver achando que  realmente é incapaz de fazer alguém te amar, PARE. É você mesmo quem enxerga muitos defeitos em si mesmo, procure as qualidades e evite se sentir inferior aos outros tão facilmente. Vá ser feliz.

quero falar também com aqueles que sentem ciúme com o agravante de  ter traído alguém em algum momento da vida. Por ter enganado e mentido no passado, machucando outras pessoas e agora tem medo de que apareça alguém que lhe dê o troco, como se fosse um castigo por ter feito outras pessoas sofrerem ou por ter sido um “cafajeste”. Você acha justo? Balela? Obsessão?

Continuaremos abordando este tema em outro artigo, me aguardem… Beijos de luz à todos e obrigado pelo retorno. Comentem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*