Todos deviam saber isso antes de se casarem

Olá caros leitores, hoje toco em um assunto muito delicado na relação do casal, porém, comprovadamente, essencial no cotidiano do casal e salutar tal rotina se faz cada vez mais essencial para o sucesso da comunhão de qualquer relacionamento.
Existem alguns aspectos do desenvolvimento psicossexual cruciais, que ‘se’ acontecessem naturalmente muitas separações e divórcios poderiam ser evitados.
Contudo, não é o fim do mundo se você precisa de uma forcinha. Pelo contrário! Entenda como fazer a sua rotina uma aliada na harmonia diária da sua vida de casal.

UMA DICA DEFINITIVA PARA SALVAR SEU RELACIONAMENTO!!

É comum encontrarmos casais, casados há algum tempo, em que um [ou até os dois] desejam ter aquele ‘sexo maravilhoso’ que eles nunca tiveram. Não é raro ver pessoas acomodadas a um casamento seguro e confortável descobrindo que nunca exploraram a sua sexualidade à plenitude. Muitas vezes tornando este fato o motivo da separação, mesmo casais que estão juntos há muito tempo, porque não há compreensão mútua suficiente, seja sobre a necessidade de cura de alguma culpa ou por pura repressão em torno do sexo.

UM CASAL QUE SE AMA, PODE E DEVE TER LIBERDADE NA CAMA SEM CULPA.

Entender o desenvolvimento desta intimidade é um passo para o sucesso do casal. Tudo começa com diferentes estágios, confira:

Nível 1 que trata, essencialmente, da energia sexual, da paixão e excitação. É uma experiência maravilhosa de tesão e exploração. Neste nível você está voltado para o prazer e o orgasmo, para uma satisfação cada vez mais profunda e para aprender a dar prazer a si mesmo e a outra pessoa. O sexo no Nível 1 também está preocupado em superar inibições e permitir que sua sexualidade fique livre das repressões às quais muito de nós fomos condicionados. É quando você deseja aprender a gostar do seu corpo e do corpo da outra pessoa sem culpa. Aprende a explorar e desfrutar de diferentes maneiras de fazer amor com variedade e aventura. Pode até incluir experiências sexuais em diferentes relações, cada uma por um período de tempo com um determinado parceiro.

Nível 2, quando você começa a sentir a necessidade de algo diferente na sua vida amorosa. Você quer “mais do que desfrutar do prazer”, do orgasmo. Você cansou de evitar relacionamentos sérios. Passou a sentir um vazio, uma insatisfação com a maneira com que você vinha se relacionando até então. Agora você sente realmente “vontade” de passar mais tempo com uma parceira, você deseja se aprofundar, quer ter alguém com quem possa abrir o seu coração de verdade, se entregar. Na medida em que surge este sentimento, com ele vêm a insegurança e o medo. Medo de sofrer uma decepção, de ser abandonado, trocado ou traído. No primeiro estágio este medo era invisível porque você reprimia os seus sentimentos. Agora ele vem à tona e pode ser tão assustador que você cria obstáculos e se mantém travado no estágio do nível um, pois não consegue avançar. Aí é que mora a discórdia e o egoísmo.

Finalmente:
Nível 3, depois que você aceita e vive o Nível 2 vem o 3, completando você, este nível abrange tudo o que vier. Quando você tem a sensação de que ama tanto o seu parceiro que é compreensivo com os medos dele, você conseguiu chegar ao terceiro nível. É aqui que você e seu parceiro chegaram ao entendimento de que o amor é realmente o que importa e não a excitação sexual. Quando começam a aceitar e até mesmo compartilhar os medos e inseguranças sexuais, aí que a autoconfiança e a confiança mútua crescem. E paradoxalmente, à medida que a confiança e o amor crescem, geralmente há mais espaço para incluir a paixão e a intensidade que podem ter sido assustadoras no Nível 1.

Se você foi até um ponto e parou, deixe de lado seus receios e cuidados e enfrente o melhor da vida. Agora você realmente pode fazer sexo com amor e ser retribuído. Vale a pena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*